PR vai ouvir Mabel antes de abrir processo de expulsão

Deputado enfrenta problemas no partido por ter sido candidato avulso na eleição para a presidência da Câmara, enfrentando Marco Maia (PT-RS), que tinha o apoio do PR

Eduardo Bresciani, do estadão.com.br,

02 de fevereiro de 2011 | 11h21

BRASÍLIA - A Executiva do PR recuou nesta quarta-feira, 2, e agora vai ouvir o deputado Sandro Mabel (PR-GO) antes de abrir um processo de expulsão contra o parlamentar. Na terça, o PR anunciou que abriria o processo nesta manhã. Nesta quarta, porém, em café da manhã, deputados do partido pediram que o colega tenha a chance de se explicar antes da abertura do processo. O pedido foi atendido pela Executiva.

Mabel enfrenta problemas no partido por ter sido candidato avulso na eleição para a presidência da Câmara, enfrentando Marco Maia (PT-RS), que tinha o apoio do PR. Apesar da falta de estrutura, Mabel conseguiu 106 votos na disputa.

Nos últimos dias, a Executiva do partido usou a ameaça de expulsão para tentar forçar Mabel a desistir. Ele, no entanto, manteve a candidatura até o fim. "Não sou covarde", disse, ao registrar ontem a candidatura. Diante da persistência de Mabel, o líder do partido na Câmara, Lincoln Portela (MG), chegou a anunciar a abertura de um processo de expulsão se Mabel não pedisse desfiliação da legenda até as 10 horas de hoje.

Nesta manhã, porém, deputados do partido ligados a Mabel intercederam para pedir mais tempo ao colega. Eles solicitaram à Executiva que Mabel tivesse a chance de se explicar antes da abertura do processo. O pedido foi aceito e a expectativa da Executiva é que Mabel procure o partido ainda hoje para tentar explicar os motivos que o levaram a desobedecer a ordem partidária.

Tudo o que sabemos sobre:
PRMabelexpulsãorecuo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.