PR entra na disputa por vice de Serra

A tendência é que o vice seja do próprio PSDB; os nomes cotados são de Andrea Matarazzo e de Edson Aparecido

Guilherme Waltenberg - Agência Estado,

27 de junho de 2012 | 11h42

São Paulo, 27 - O imbróglio em torno da escolha do vice do candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, ganhou novo capítulo na manhã de hoje (27). O PR, que faz parte da aliança de cinco partidos em torno da candidatura do tucano (PSDB, DEM, PSD, PV e PR), lançou documento, assinado pelo vereador Antônio Carlos Rodrigues, solicitando a vaga de vice para a sigla. Não foram citados nomes para ocupar o posto.

De acordo com o documento, a reivindicação da vaga se dá pela tendência de o vice ser oriundo do próprio PSDB, e não um quadro do PSD, "partido com maior bancada de vereadores". "Durante todo o processo de negociação que levou o PR a apoiar o candidato a Prefeito de São Paulo pelo PSDB, José Serra, deixou claro que abriria mão da indicação do vice, na chapa, se este nome saísse dos quadros do PSD", afirma o documento. "Diante das versões de que o indicado para vice-prefeito não sairá dos quadros do PSD, o Partido da República volta a reivindicar participação, indicando nome do PR para o posto", assinala.

Na noite de ontem (26), a executiva municipal do PSDB reuniu-se e redigiu documento assinado pelos presidentes dos 58 diretórios zonais da sigla reivindicando uma chapa pura, com vice do PSDB. O material será entregue ainda hoje (27) ao candidato tucano, José Serra.

Os nomes mais cotados dentro do PSDB para o cargo são do ex-secretário de cultura do Estado Andrea Matarazzo, e o ex-secretário estadual de Desenvolvimento Metropolitano, Edson Aparecido. No PSD, o nome mais forte para o cargo é do ex-secretário municipal de educação Alexandre Schneider. O DEM também reivindica, com menos força, a indicação do deputado federal Rodrigo Garcia como vice.

Segue a íntegra do documento do PR:

Partido da República reivindica escolha do vide na chapa de José Serra

O Partido da República, durante todo o processo de negociação que levou o PR a apoiar o candidato a Prefeito de São Paulo pelo PSDB, José Serra, deixou claro que abriria mão da indicação do vice, na chapa, se este nome saísse dos quadros do PSD.

O PR entende este caminho como o mais razoável, uma vez que o PSD é a agremiação com maior bancada de vereadores dos partidos que participam da coligação.

Diante das versões de que o indicado para vice-prefeito não sairá dos quadros do PSD, o Partido da República volta a reivindicar participação, indicando nome do PR para o posto.

Vereador Antonio Carlos Rodrigues

Presidente da Comissão de Assuntos Políticos Nacionais do PR

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012viceSerraPR

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.