PPS pede que procurador investigue campanha de Dilma

O PPS, por meio do deputado Raul Jungmann (PE), pediu formalmente ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel Santos, que investigue o núcleo central da campanha da petista Dilma Rousseff à Presidência da República, por suposta elaboração de dossiê contra o pré-candidato tucano, José Serra. A revelação da existência de um suposto dossiê foi feita em reportagem publicada pela revista Veja.

DENISE MADUEÑO, Agência Estado

02 de junho de 2010 | 18h33

"Acumulam-se notícias sobre a atuação de parte do comando da campanha do PT no sentido de recorrerem a práticas ilícitas com o intuito de manipular, chantagear e denegrir candidaturas e partidos políticos que participarão ativamente das eleições gerais de outubro", afirma o deputado no documento encaminhado ao procurador.

Jungmann argumenta que há indícios de prática de crimes como violação à intimidade, à vida privada de integrantes de partidos de oposição e do PT, por razões de disputas internas, de familiares de candidatos e uso da máquina pública em "benefício dos interesses espúrios da candidatura presidencial petista", com o suposto envolvimento de empresas que têm contratos com o governo federal.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçãoDilma RousseffdossiêPPS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.