PPS exalta 'companheiro Serra' em propaganda eleitoral

O programa, a exemplo do que havia feito o DEM, exibiu imagens de Serra durante o lançamento de sua pré-candidatura

Anne Warth/SÃO PAULO - Agência Estado

10 de junho de 2010 | 21h07

Mesmo sem ter participado diretamente das gravações, o pré-candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra (PSDB), ocupou a maior parte do tempo da publicidade partidária gratuita do PPS, exibida na noite desta quinta-feira, 10, na televisão. O presidente nacional do partido, Roberto Freire, citou ter um longo relacionamento com o "companheiro Serra", "um dos políticos mais competentes e honestos do País", e disse que o pré-candidato sempre teve uma relação de "profundo respeito" com o PPS.

 

O programa, a exemplo do que havia feito o DEM, exibiu imagens de Serra durante o lançamento de sua pré-candidatura, em março deste ano, e parte de seu discurso em defesa de uma política de criação de empregos de qualidade, educação, saúde e combate à violência e às drogas. "Temos uma escolha. Estamos andando rapidamente em direção a um modelo que não seria capaz de oferecer, de médio a longo prazo, os empregos de que o País necessita", afirmou Serra. "Não é só o Brasil que pode mais, o PPS também pode mais."

 

A crítica mais forte ao PT e ao governo Lula, porém, coube a um dos apresentadores do programa. Ao mostrar a logomarca do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), ele disse que uma "mentira, muitas vezes repetida, começa a parecer verdade". "Por isso, cuidado: por trás dessas marcas sempre pode ter uma mentira", afirmou.

 

Durante o programa, também foram exibidas imagens do ex-governador de Minas Aécio Neves (PSDB), da ex-subprefeita da Lapa (SP) Soninha Francine (PPS), do ex-presidente Itamar Franco (PPS) e do deputado Fernando Gabeira (PV) em apoio ao PPS. Roberto Freire também destacou que a aprovação do projeto Ficha Limpa foi uma vitória da sociedade. "Quanto à ética, eleitor, fique tranquilo, aqui só tem ficha limpa", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
eleição2010PPSpropagandajoséserra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.