Divulgação
Divulgação

PPS convoca militância para participar de protestos de domingo

Em nota assinada por Roberto Freire, partido deve ir às ruas com o intuito de lutar contra acusações de corrupção do atual governo

Nivaldo Souza, O Estado de S. Paulo

11 Abril 2015 | 18h50

A liderança nacional do PPS divulgou, há pouco, uma nota convocando os militantes do partido a participarem das manifestações previstas para este domingo, 12, contra o governo da presidente Dilma Rousseff. A nota assinada pelo presidente nacional da legenda, o deputado federal Roberto Freire (SP), disse que "o partido irá às ruas defender fim da corrupção sistêmica na Petrobras, na Receita Federal e em quase toda a estrutura do governo".

O líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR), reforçou o pedido de Freire, afirmando que "as manifestações têm caráter profundamente democrático". Eles disseram que participarão dos atos previstos para ocorrer em São Paulo e em Curitiba. "Como cidadãos e filiados, os militantes do PPS devem participar dos atos políticos contra o desmantelo deste governo", disse Bueno.

A nota do PPS também registrou o parlamentarismo como "solução permanente" para a crise política no modelo presidencialista. Freire apresentou moção de apoio à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que trata do tema e tramita na comissão do Congresso sobre a reforma política.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.