PPS cobra aumento do mínimo e correção da tabela do IR

A Executiva Nacional do PPS divulgou hoje nota oficial cobrando um aumento maior para o salário mínimo e a correção da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física. A nota foi divulgada após encontro nacional do partido, que integra a base do governo. Na nota, o PPS argumenta que "o salário mínimo, em termos imediatos, é o grande instrumento disponível para que o governo demonstre à sociedade o seu compromisso para com o desenvolvimento". O partido defende a "elevação expressiva" do valor, fixado em R$ 260 pelo governo. Na nota, o partido considera "impostergável" a revisão da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física e defende que o Legislativo assuma a questão. "Se o governo se omitiu e não demonstra vocação para resolver esse drama que asfixia as famílias brasileiras, acreditamos que o Congresso deva chamar para si a responsabilidade pela solução", afirma. Para o PPS a não correção do IR converteu-se em instrumento de ?expropriação de renda dos assalariados?, principalmente de classe média, reduzindo a massa salarial, a circulação de dinheiro e, consequentemente, atrofiando o nosso mercado interno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.