PPP ainda não foi aprovado por questão política, diz Rebelo

O ministro da Coordenação Política e Assuntos Institucionais, Aldo Rebelo, disse hoje (16), em entrevista para a Rádio Eldorado, do Grupo Estado, que "não há nenhuma questão de conteúdo e de mérito que não possa ser ajustada" no projeto das Parcerias Público-Privadas (PPPs). Na avaliação do ministro, o projeto ainda não foi aprovado por questões políticas. "Já discuti o projeto das PPPs com a oposição várias vezes. O problema é político pois há quem julgue que o governo pode sair muito fortalecido com a aprovação desse projeto", admitiu.Rebelo assegurou que o governo Lula está disposto a acolher qualquer sugestão da oposição que aprimore e aperfeiçoe o projeto das PPPs. "Já fizemos isso na Câmara dos Deputados quando o projeto foi aprovado. O contraditório é que as sugestões acolhidas na Câmara, que partiram da oposição, são contestadas no Senado pela mesma oposição." Rebelo reiterou que o projeto é importante para a ampliação dos investimentos, principalmente os privados nacionais e os estrangeiros, em setores importantes da economia, principalmente na área de infra-estrutura. (Ana Paula Scinocca)Rebelo defende conclusão da CPI do BanestadoErros do passado não justificam os do presente, diz Rebelo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.