PPB lança candidatura de Delfim Netto

O Partido Progressista Brasileiro (PPB) anunciou o lançamento da candidatura do deputado federal Delfim Netto à Presidência da República durante a inauguração da nova sede do partido em São Paulo. Estiveram presentes deputados, vereadores, prefeitos. Só não compareceu o próprio Delfim que - segundo o presidente nacional do PPB, Paulo Maluf - estaria na Inglaterra, para ministrar aulas na Universidade de Cambridge. Depois de falar brevemente sobre as qualidades do deputado, Paulo Maluf aproveitou para discursar sobre sua possível candidatura ao governo do Estado em 2002. Já no primeiro pacote de promessas, antes mesmo de oficializar seu nome como candidato, Maluf garantiu que irá "acabar com todos os pedágios das estradas simples" e colocar a Rota novamente nas ruas. Maluf aproveitou para comentar o resultado de pesquisas de intenção de voto realizadas recentemente que colocam o ex-prefeito na liderança, seguido pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) como candidato à reeleição. "(O resultado) me dá a sensação de que a população culpa os tucanos pelo apagão, pela violência e pelo pedágio", afirmou. Quanto à candidatura de Delfim, Maluf disse ter confiança de que o deputado possa levar "o Brasil ao seu destino". Só evitou falar sobre alianças e, tampouco, se o partido irá apoiar o bloco governista ou fazer oposição. "Acho que os homens de bem deste País vão querer o Delfim, independente de qualquer partido, na presidência da República." Maluf esteve sorridente ao longo de o evento, até mesmo durante o discurso do vereador Erasmo Dias que, empolgado, disse que Maluf poderia "ter dinheiro em quantas ilhas quisesse", já que fez "muito por São Paulo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.