PP fará eleição prévia para decidir apoio à candidatura da Câmara

BRASÍLIA - O Partido Progressista (PP) vai fazer uma eleição interna com seus 38 deputados para definir qual será, afinal, seu apoio à candidatura para presidência da Câmara. Na sala da liderança do partido, três urnas aguardam os votos dos deputados. A escolha deve ocorrer entre 17h30 e 18h.

André Borges, O Estado de S. Paulo

31 de janeiro de 2015 | 15h35

Apesar da indefinição sobre que candidato apoiar, o deputado Esperidião Amin (PP-SC) admite que o partido tende a escolher o candidato do PMDB, Eduardo Cunha (RJ). 

O que os partidos indecisos têm analisado é o peso que terão na composição de cada candidato, para escolha dos demais cargos que compõem a mesa da Câmara. 

Além do PP, o PR também não fechou posição sobre nenhuma candidatura. A liderança do partido informou que há previsão de que uma reunião com os parlamentares do partido ocorra ainda neste sábado, mas nada está confirmado até agora.

A posse dos candidatos eleitos para as 513 cadeiras da Câmara acontece neste domingo. Entre os que tomarão posse, 289 são deputados reeleitos, 26 já tiveram mandato em algum momento e 198 foram eleitos pela primeira vez.

Apoiado por PMDB, PTB, Democratas, Solidariedade e PSC, Eduardo Cunha disputa a presidência da Câmara com o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP). O candidato governista conta com o apoio do Pros, do PCdoB e de parte do PR e do PSD. 

Júlio Delgado, líder do PSB em Minas Gerais, tem o apoio do PSB, do PSDB, do PV e do PPS, enquanto Chico Alencar (Psol-RJ) conta com os deputados de seu partido. 

Tudo o que sabemos sobre:
Câmara

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.