Postos de combustíveis de Bauru suspeitos de formação de cartel

A Secretaria de Direito Econômico (SDE) instaurou processo administrativo para investigar possível formação de cartel entre os revendedores dos postos de combustíveis do município de Bauru, no interior de São Paulo. A decisão foi tomada após a análise de conversas mantidas por telefone entre os donos de postos de combustíveis da cidade. As gravações revelam a ocorrência de acerto de preços para a revenda de combustíveis nos meses de maio e junho de 2000.As ligações foram encaminhadas pelo juiz da 1ª Vara Federal de Bauru.Há ainda a suspeita de participação do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo - Regional Bauru (Sincopetro), que também será investigado no processo ao lado dos proprietários dos postos que aparecem nas ligações telefônicas.O Ministério Público Federal e a Procuradoria da República de Bauru encaminharam ainda informações recentes sobre o alinhamento dos preços dos combustíveis e a existência de ameaças aos donos dos postos que se recusaram a praticar os preços combinados no esquema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.