´Post´ e ´Wall Street Journal´ fecham acordo

O jornal The Washington Post e a Dow Jones & Co. Inc., que publica o Wall Street Journal, fecharam um acordo para que matérias do Post apareçam nas versões européia e asiática do diário financeiro, a partir deste mês. O Post tem buscado aumentar a distribuição internacional de seu jornalismo, após o New York Times ter comprado sua fatia no International Herald Tribune, jornal sediado em Paris, que era mantido pelos dois diários americanos desde 1991. As negociações com a Dow Jones começaram na época da compra do IHT pelo Times, disse Leonard Downie Jr., editor-executivo do Post. "Isto representa uma oportunidade de aumentar a quantidade de jornalismo do Washington Post, que aparece na forma impressa para os leitores ao redor do mundo", afirmou Downie. "Para o Wall Street Journal, isto irá complementar seu forte jornalismo financeiro com outros tipos de jornalismo." Artigos - Os termos financeiros do acordo ainda não haviam sido divulgados. A cada dia, editores do Post fornecerão às versões asiática e européia do Wall Street Journal uma lista de artigos que poderão ser publicados. O Post tem um acordo similar com a NBC, que transmite material do jornal em seus canais a cabo MSNBC e CNBC. Por enquanto, o Post não publicará matérias do Wall Street Journal. Segundo Downie, as reportagens do Post que forem publicadas no outro jornal terão o crédito do autor. Os leitores serão convidados a visitar o site do Post (washingtonpost.com) para obter informações adicionais. O jornal estará oferecendo também seus artigos de opinião para o Wall Street Journal. Downie chamou o acordo de "aberto". "Veremos aonde ele nos levará", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.