"Posso revelar muita coisa", ameaça Jader

O senador Jáder Barbalho (PMDB-PA) ameaçou hoje revelar "muita coisa, via Embratel, ao Brasil" se tiver que se defender num eventual processo de cassação de seu mandato, por quebra de decoro parlamentar, no Conselho de Ética do Senado. Jader não quis adiantar que revelações pretende fazer. "Eu não tenho medo de nada, mas quero que eles (senadores) me convidem. Se isso for adiante, vou provar que tudo não passa de farsa". Ele disse que prefere enfrentar as acusações que renunciar ao mandato e acrescentou estar preparado para qualquer tentativa de tirá-lo do Senado. "Quem suportou, como tenho suportado, um verdadeiro massacre da minha imagem pela imprensa e pelas viúvas do Antonio Carlos (ex-senador Antonio Carlos Magalhães) está pronto para qualquer coisa?, resumiu Jader. A Comissão de Investigação do Senado, segundo ele, não conseguiu provar ter havido desvio de recursos do Banpará, mas tentou acusá-lo de engavetar um ofício de informações sobre o banco. E enfatizou que, ao invés de abafar o caso, como alguns poderiam fazer, pediu a realização de pericial judicial sobre documentos do banco que supostamente o incriminariam. Sobre seu destino político, o senador declarou que ele está nas mãos do povo paraense. "Tenho uma pesquisa que me coloca em primeiro lugar tanto para o governo do Estado, como para o Senado. E isso é prova de que meu prestígio político não foi abalado no Pará".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.