Posse de Napoleão no Piauí é adiada pelo TRE

A diplomação do senador Hugo Napoleão (PFL) como governador do Piauí, que estava está marcada para as 9h de amanhã, no Tribunal Regional Eleitoral, foi suspensa pelo juiz federal Roberto Veloso, um dos sete membros do TRE. Veloso é ex-militante do PCdoB, partido ao qual é filiado o vice-governador Osmar Júnior, também cassado pelo TSE, juntamente com o governador Francisco Moraes, o Mão Santa (PMDB).Veloso acatou liminar pedida pelos advogados de Mão Santa e determinou que a diplomação somente ocorra depois que o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Kleber Eulálio, for oficialmente comunicado da vacância do cargo de governador, que ele assumirá interinamente. A nova sessão de diplomação só ocorreria 24 horas depois de formalizada a comunicação da cassação de Mão Santa e a conseqüente posse do presidente da Assembléia Legislativa, substituto constitucional do governador em impedimentos como esse.A liminar do juiz Veloso causou polêmica. O deputado estadual Leal Júnior estranhou que, mesmo informado oficialmente na quarta-feira da cassação do governador Mão Santa, o TRE do Piauí não tenha tomado qualquer providência para que o presidente da Assembléia fosse comunicado do fato e empossado interinamente.A reviravolta judicial deu fôlego aos partidários do ex-governador Mão Santa, que desde as primeiras horas da tarde ocuparam o Palácio de Karnak, sede do governo estadual, onde ele chegou à frente de uma passeata que reuniu cerca de 10 mil pessoas, segundo avaliação da Polícia Militar. Houve comemoração quando a liminar do juiz Veloso foi anunciada no TRE, às 19h30.Os advogados de Hugo Napoleão anunciaram que vão recorrer, tentando marcar para amanhã mesmo a diplomação e posse do senador como governador do Estado. Mas eles ainda não sabiam que recurso caberia contra a liminar, e nem se seria encaminhado ao TRE ou ao TSE.Mão Santa chegou a Teresina ao meio-dia e meia. Uma multidão o esperava no aeroporto, onde houve princípio de tumulto e a quebra de vidraças da porta de acesso à pista. Ele liderou uma passeata de quatro quilômetros entre o aeroporto e o Palácio de Karnak. A caminhada durou cerca de duas horas. No percurso, os partidários acompanharam o ex-governador gritando palavras de ordem contra o PFL e o senador Hugo Napoleão. Foram distribuídos milhares de adesivos com a palavra "golpe".Novo governadorNo aeroporto de Teresina, cerca de três mil pessoas foram receber o senador Hugo Napoleão, esperado às 20h30, junto com o presidente nacional do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), o ministro da Previdência, Roberto Brant e o líder do Governo no Congresso, deputado Heráclito Fortes (PFL-PI).A confusão jurídica começa a criar problemas administrativos. Hoje de manhã, servidores da Secretaria da Fazenda ocuparam o gabinete do secretário Paulo de Tarso Moraes Souza, irmão de Mão Santa. Eles denunciaram que estavam sendo feitos pagamentos ilegais. Os funcionários ficaram de prontidão na tesouraria, para impedir que fossem realizados pagamentos para empreiteiros. "A nossa prioridade tem que ser o dinheiro para pagar os servidores", avisou o fiscal de rendas Antônio Sarmento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.