Posse de dom Eusébio Scheid atrai 15 mil pessoas

Cerca de 15 mil pessoas assistiram, ontem, à posse do novo arcebispo do Rio de Janeiro, dom Eusébio Oscar Scheid, na Catedral Metropolitana. Representantes de várias religiões, autoridades e fiéis acompanharam a cerimônia, que também simbolizou a despedida do cardeal dom Eugenio Sales, que permaneceu no cargo por 30 anos.O vice-presidente Marco Maciel disse que dom Eugenio "é um grande pastor da Igreja e merece todo o reconhecimento" e que dom Oscar "terá um excelente desempenho à frente da arquidiocese". O ator Tony Ramos, que participou da cerimônia, fez uma oração pela paz no mundo e lembrou as vítimas dos atentados terroristas no dia 11 de setembro nos Estados Unidos. Durante a cerimônia, foi feito um minuto de silêncio em respeito às vítimas.A cantora Joana, acompanhada pelos fiéis, cantou a música "A Padroeira", tema da novela homônima da Rede Globo. A solenidade teve a participação da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB) e do coral das meninas cantoras de Petropólis (RJ).Em seu discurso, dom Eugenio Sales - o único arcebispo que transmitiu o cargo em vida e o assumiu já como cardeal - disse que "toda a transferência é traumática, contudo, neste caso, ela é suavizada pelo fato de minha permanência como cardeal nesta cidade".Dom Eusébio é o sexto arcebispo do Rio desde a elevação da então diocese de São Sebastião do Rio de Janeiro para arquidiocese, em 1892. Antes de assumir a arquidiocese do Rio, dom Eusébio foi arcebispo de Florianópolis (SC). Estiveram presentes à posse, o governador do Rio, Anthony Garotinho, de Santa Catarina, Esperidião Amim, e a prefeita de Florianópolis, Ângela Amim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.