Porto Alegre só poderá ter servidores com ficha limpa

Os poderes Executivo e Legislativo do município de Porto Alegre não poderão nomear ou designar para cargo em comissão ou função de direção, chefia ou assessoramento pessoas inelegíveis em razão de atos ilícitos por determinação de um projeto de emenda à Lei Orgânica do Município aprovado hoje por 29 votos a um, em segundo turno.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

19 de dezembro de 2011 | 19h12

A nova legislação leva também para a esfera municipal as exigências da Lei da Ficha Limpa nacional e será promulgada ainda nesta semana pela presidente da Câmara de Vereadores, Sofia Cavedon (PT). Não está vedada a contratação de servidores que respondam a processos que não tenham sido julgados em última instância.

Autor da proposta, o vereador Aldacir Oliboni (PT) acredita que a emenda amplia a transparência do serviço público, mas sugere que sua aplicação seja acompanhada pela população. "Precisamos que a sociedade nos ajude a fiscalizar", ressalta.

Tudo o que sabemos sobre:
Ficha LimpaPorto Alegrecargos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.