Porto Alegre começa a preparar 2º Fórum Social

O prefeito de Porto Alegre, Tarso Genro (PT), anunciou hoje que um grupo de trabalho especial, que já está sendo constituído, começa já na próxima semana a trabalhar na preparação do 2º Fórum Social Mundial, com o objetivo de aperfeiçoar a participação e dobrar o número de participantes. Tarso acha que outros fóruns preparatórios da mesma natureza não vão tirar a força do local. "Não há dúvida de que o segundo fórum, o oficial, é aqui", afirmou o prefeito em coletiva para apresentar o balanço do evento. "Não vamos perder a oportunidade de ter retorno político e econômico para a cidade. O partido deverá ter uma atuação discreta durante o segundo fórum, para colocar as circunstâncias políticas no devido lugar", disse, referindo-se ao acontecimento em ano eleitoral.Segundo o prefeito, os gastos da prefeitura de Porto Alegre com a realização do fórum foram de R$ 419 mil, em hospedagem e recepção de convidados, montagem de estande, locação de equipamentos, segurança e material de divulgação.Pelos dados do Escritório Municipal de Turismo, o retorno financeiro com os quase 13 mil participantes na cidade foi de cerca de R$ 8 milhões, apurados entre hotéis e restaurantes. Os hotéis tiveram 8.500 leitos ocupados por dia na semana do fórum, o que corresponde a 80% da rede hoteleira, e os alojamentos alternativos abrigaram mais 4.316 pessoas. Houve também um aumento de 300% de movimento para os taxistas, cerca de 19% em comparação ao mesmo período de janeiro passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.