'Portas se abriram' para acordo sobre CPMF, diz Walfrido

O ministro das Relações Institucionais, Walfrido dos Mares Guia, afirmou hoje que o encontro de amanhã no Palácio do Planalto com o Conselho Político do governo é um passo adiante nas negociações para garantir a aprovação da proposta que prorroga a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) até 2011. Mares Guia disse que "as portas se abriram" para o entendimento. "A novidade é que há vontade dos tucanos de discutirem a questão." Walfrido informou que a reunião do Conselho será conduzida pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, da Saúde, José Gomes Temporão, da Casa Civil, Dilma Rousseff, e por ele. A idéia é mostrar aos integrantes da base aliada os motivos da importância da CPMF para as áreas de Saúde, Previdência e fundos de combate à pobreza. Segundo ele, também serão avaliadas propostas de negociação levantadas pelo governador de Minas Gerais, Aécio Neves, e pelo senador Arthur Virgílio (PSDB-AM). Hoje, Walfrido teve um encontro com Aécio Neves. "Neste momento, o governo discute alternativas para garantir o entendimento", disse o ministro. E acrescentou: "É importante que se diga que o dinheiro da CPMF não fica em Brasília. O dinheiro é repassado para a Saúde, Previdência e para o combate à pobreza".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.