Portaria tenta evitar fraudes no emplacamento

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) baixou portaria para tentar evitar que motoristas emplaquem carros em outros Estados, fórmula que muitos condutores encontraram para reduzir o valor do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), já que a taxa varia de 2% a 4% no País. A partir de agora, os departamentos de trânsito (detrans) poderão exigir declaração, redigida pelo interessado, para comprovar a veracidade das informações sobre comprovação de domicílio.A declaração para comprovação de domicílio vai ser solicitada todas as vezes que houver dúvida quanto à veracidade das informações prestadas pelo motorista. Em caso de informações falsas, os condutores poderão ser processados. O presidente do Denatran, Délio Cardoso, disse que muitos motoristas prestam informações erradas para "tentar escapar" de IPVA. Muitos motoristas se aproveitam do emplacamento em outro Estado para tentar se livrar do pagamento das multas na região em que realmente vive.Segundo Cardoso, muitos motoristas recorrem a Estados com menor IPVA para registrar o veículo e isto pode, a longo prazo, causar problemas para os detrans. Em Curitiba (PR), a alíquota do IPVA é mais baixa e a cidade é atraída por motoristas de outros Estados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.