Wilson Dias/Agência Brasil
Wilson Dias/Agência Brasil

Porta-voz de Temer condena vandalismo em protestos

Presidente não quis se pronunciar sobre manifestação que reuniu milhares na Esplanada dos Ministérios, em Brasília

Carla Araújo, O Estado de S. Paulo

29 de novembro de 2016 | 20h11

Brasília– O presidente Michel Temer (PMDB) escalou o porta-voz Alexandre Parola para comentar as manifestações que acontecem neste momento na Esplanada. “O presidente Michel Temer repudia o vandalismo, a destruição e a violência de um grupo de manifestantes hoje em Brasília. A intolerância não é forma de expressão democrática e não pode ser instrumento para pressionar o Congresso”, disse Parola.

 

Na mensagem, Parola destacou que o governo sempre esteve aberto ao diálogo e defende o direito às reivindicações. “Mas jamais transigirá com atos de destruição do patrimônio público e privado”, afirmou. “O País não pode ser palco de atos que só disseminam o medo e a intimidação para as famílias e os cidadãos brasileiros.” 

 

O porta-voz também lamentou os ataques à imprensa e disse que a liberdade de imprensa “é um valor central em nossa democracia”. “O presidente lembra que a mesma Constituição que garante a liberdade de manifestação, protege também a imprensa livre.” 

Diferente de outras votações importantes, em que ficou no Palácio do Planalto até tarde, o presidente Michel Temer já foi para o Palácio do Jaburu. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.