Por sugestão de Lula, Cabral e Tarso discutirão crimes

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, afirmou hoje que fará, na terça-feira, uma reunião com o ministro da Justiça, Tarso Genro, para discutir a questão da criminalidade no Estado. Em entrevista no Supremo Tribunal Federal (STF), onde assistiu à posse do novo ministro José Antônio Toffoli, Cabral disse que tem conversado diariamente por telefone com o presidente Lula para relatar o problema da falta de segurança no Rio. Na conversa de hoje, Lula sugeriu uma reunião da equipe de Cabral com Tarso Genro.

LEONENCIO NOSSA, Agencia Estado

23 de outubro de 2009 | 19h00

Na entrevista, o governador comentou a prisão de um capitão e um cabo da Polícia Militar do Rio, por ficar com os produtos de um roubo e não socorrer a vítima, que acabou morrendo. "São bandidos ao quadrado. É inaceitável o que ocorreu", disse. Cabral defendeu a corporação e disse que a polícia está "no caminho certo e enfrenta um esquema poderoso de criminosos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.