Por sugestão de Lula, Cabral e Tarso discutirão crimes

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, afirmou hoje que fará, na terça-feira, uma reunião com o ministro da Justiça, Tarso Genro, para discutir a questão da criminalidade no Estado. Em entrevista no Supremo Tribunal Federal (STF), onde assistiu à posse do novo ministro José Antônio Toffoli, Cabral disse que tem conversado diariamente por telefone com o presidente Lula para relatar o problema da falta de segurança no Rio. Na conversa de hoje, Lula sugeriu uma reunião da equipe de Cabral com Tarso Genro.

LEONENCIO NOSSA, Agencia Estado

23 Outubro 2009 | 19h00

Na entrevista, o governador comentou a prisão de um capitão e um cabo da Polícia Militar do Rio, por ficar com os produtos de um roubo e não socorrer a vítima, que acabou morrendo. "São bandidos ao quadrado. É inaceitável o que ocorreu", disse. Cabral defendeu a corporação e disse que a polícia está "no caminho certo e enfrenta um esquema poderoso de criminosos".

Mais conteúdo sobre:
crime Rio Sergio Cabral Tarso Genro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.