Ernesto Rodrigues/Estadão
Ernesto Rodrigues/Estadão

'Por que manter índios em reservas como se fossem animais em zoológicos?', diz Bolsonaro

Presidente eleito mencionou que índios vivem em situação de 'inferioridade' e por isso devem sair das áreas indígenas

Daniel Weterman, O Estado de S.Paulo

30 Novembro 2018 | 21h22

CACHOEIRA PAULISTA (SP) - O presidente eleito, Jair Bolsonaro, falou mais uma vez, nesta sexta-feira, 30, em acabar com reservas indígenas no País. "Ninguém quer maltratar o índio. Agora, você pode ver, na Bolívia tem um índio que é presidente, Evo Morales. Por que no Brasil devemos mantê-los reclusos em reservas como se fossem animais em zoológicos?", disse Bolsonaro, em visita a Cachoeira Paulista, no interior de São Paulo.

A declaração foi feita quando Bolsonaro foi questionado sobre o Acordo de Paris, também objeto de crítica do presidente eleito. Ele disse que, independentemente do acordo, o governo dará atenção ao meio ambiente. Ele criticou, no entanto, demarcações indígenas e ambientais, que considera excessivas no Brasil.

"Um índio é um ser humano igualzinho a nós, quer o que nós queremos, e não pode usar a situação do índio, que é uma situação que ainda está em inferioridade em relação a nós, para demarcar essa enormidade de terras que poderão ser sim, de acordo com a própria ONU pela autodeterminação dos povos indígenas, novos países no futuro", comentou Bolsonaro. 

Mais conteúdo sobre:
Jair Bolsonaroíndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.