André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Por acordos e imagem de estabilidade, Temer vai à Índia e ao Japão na próxima semana

Segundo a previsão do Palácio do Planalto, o presidente irá participar da reunião dos Brics na Índia e depois fará uma visita bilateral ao Japão

Isadora Peron e Carla Araújo, O Estado de S.Paulo

06 de outubro de 2016 | 18h27

BRASÍLIA - O presidente Michel Temer embarca, na próxima semana, para mais uma rodada de viagens internacionais. Segundo a previsão do Palácio do Planalto, o presidente irá participar da reunião dos Brics na Índia e depois fará uma visita bilateral ao Japão.

A ideia é que ele viaje em 14 de outubro e retorne ao Brasil somente no dia 21. Desde que assumiu a Presidência, há cerca de um mês, Temer já visitou quatro países e se ausentou do Brasil por cerca de 12 dias.

Na Índia, Temer vai participar da cúpula que reúne os representares do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul nos dias 15 e 16. Ele segue então para o Japão, onde deve ter um encontro com imperador japonês, Akihito, e um almoço com empresários.

No ano passado, a então presidente Dilma Rousseff cancelou vez uma visita bilateral ao país asiático, criando um desconforto diplomático. A previsão é que a petista viajasse ao Japão em novembro, mas ela desistiu por conta da crise política. O processo de impeachment contra ela foi aberto no início de dezembro.

Desde que assumiu o governo, Temer tem dado preferência para agendas externas. O objetivo das viagens tem sido tanto passar uma imagem de estabilidade institucional após o impeachment quanto atrair investidores para o País.

No mesmo dia em que tomou posse como presidente efetivo, em 31 de agosto, Temer embarcou para a China para participar da reunião do G-20, grupo que reúne as 20 principais economias do mundo.

Em setembro, ele também foi a Nova York participar da 71ª Assembleia Geral das Nações Unidas. Na segunda-feira, ele teve encontros bilaterais na Argentina e no Uruguai.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.