Por 9 a 6, Conselho arquiva 6 denúncias contra Sarney

Em rápida votação, o Conselho de Ética do Senado decidiu arquivar, por nove votos a seis, as seis denúncias apresentadas contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Quatro delas eram de autoria do líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), e duas apresentadas em conjunto por Virgílio e Cristovam Buarque (PDT-DF).

CAROL PIRES, Agencia Estado

19 de agosto de 2009 | 16h20

Como esperado, o senador Heráclito Fortes (DEM-PI), primeiro-secretário da Casa, não compareceu à reunião e em seu lugar votou a senadora Rosalba Ciarlini (DEM-RN). Fortes justificou para o líder do partido, senador Agripino Maia (RN), que não se sentia à vontade em votar contra o presidente do Senado, sendo ele também integrante da Mesa Diretora. Em reunião ontem, Agripino Maia ameaçou deixar a liderança do partido caso os senadores não votassem pela abertura de processo contra José Sarney.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.