População mundial em 2050 será menor que esperado

As Nações Unidas reduziram seu cálculo da população global em 2050 em 400 milhões de pessoas, devido, principalmente, à aids e às taxas de natalidade menoresque as calculadas previamente.No início deste novo milênio, a Divisão de População da ONU havia prognosticado uma população de 9,3 bilhões de pessoas para 2050, mas a nova revisão reduziu a cifra para 8,9 bilhões.Segundo os números revisados da ONU, quase a metade daredução de 400 milhões de pessoas se deve ao aumento no número de mortes principalmente por causa da aids. O restante será devido a uma redução no número de nascimentos, principalmente como resultado de uma redução na fertilidade."Pela primeira vez, a Divisão de População das Nações Unidas calcula que os níveis de fertilidade futura na maioria dos países em desenvolvimento cairão abaixo de 2,1 filho por mulher", afirma o relatório.Ainda de acordo com a ONU, em meado do século XXI 30 países terão menos população que hoje: o Japão, por exemplo, perderá 14% de sua população; a Itália, 22%; e Bulgária, Estônia, Geórgia, Letônia, Rússia e Ucrânia, entre 30% e 50% de suas populações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.