'População entendeu o Mais Médicos', afirma Dilma

Durante seu discurso na abertura do 5º Congresso do PT, nesta quinta-feira, 12, em Brasília, a presidente Dilma Rousseff citou como conquistas do governo petista o Programa Mais Médicos. Para ela, o governo ousou em enfrentar o problema da falta de médicos no País e a população percebeu que havia uma "visão elitista" à respeito da chegada de médicos estrangeiros. "A população entendeu o significado do Mais Médicos", comemorou. Segundo Dilma, o programa tem por objetivo "reforçar" o Sistema Único de Saúde (SUS).

DAIENE CARDOSO, DÉBORA ALVARES E RICARDO DELLA COLETTA, Agência Estado

12 Dezembro 2013 | 23h37

Citando os feitos de seu governo, Dilma disse que ao final de 2014 serão entregues mais de 3 milhões de unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida. A presidente mencionou também o apoio do governo federal ao Bilhete Único Mensal que vem sendo implantado em São Paulo. Ela também aproveitou para "alfinetar" os adversários e disse que o governo petista vem enfrentando "anos de descaso" de seus antecessores na área de infraestrutura.

Na visão da presidente, o governo do PT contribuiu para criar uma geração de brasileiros "muito mais autônomos e críticos". "A nova geração de cidadãos é exigente, consciente de seus direitos e potencialidades", afirmo a presidente.

No final, Dilma listou militantes históricos do PT e de partidos aliados e também homenageou, como o ex-presidente fizera antes no congresso, os petistas Luiz Gushiken e o ex-governador de Sergipe, Marcelo Déda, este último morto recentemente. "São imensas perdas, mas ficará o exemplo e uma vontade maior de lutar pelo Brasil", afirmou Dilma. A presidente elogiou os petistas e disse que sua militância é "brava" e faz a diferença. "Nos momentos mais difíceis, é a militância que faz a diferença."

Mais conteúdo sobre:
Dilma PT Mais Médicos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.