Ponte entre Brasil e Bolívia já causa polêmica

A nova ponte entre o Brasil e a Bolívia, que será inaugurada nesta quarta-feira pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, já é motivo de polêmica e reclamações. Financiada pelo governo brasileiro, a ponte ligando Brasiléia, no Acre, a boliviana Cobija, em Pando, custou cerca de R$ 7 milhões e só tem uma mão. Ônibus e caminhões não poderão usar a estreita pista da ponte Wilson Pinheiro. Os presidentes Carlos Mesa (Bolívia) e Alejandro Toledo (Peru) também participam da inauguração da ponte. Lula deve desembarcar no aeroporto de Cobija às 9h15 (10h15 horário de Brasília). Após o ato na ponte, o presidente seguirá para o município de Assis Brasil, no Acre, para o lançamento da pedra fundamental de uma ponte sobre o Rio Acre, na tríplice fronteira com a Bolívia e o Peru.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.