Pont: 'Denúncia é infundada'

A bancada do PT fez uma defesa em bloco dos ex-deputados estaduais Frei Sérgio Görgen e Edson Portilho, citados nas apurações. "Não vamos aceitar que se lance denuncia dessa forma, completamente infundada, colocando todos numa vala comum, como se todos estivessem envolvidos, como se todos fossem culpados", ressaltou o líder da bancada, Raul Pont. "O inocente ter que provar que é inocente é uma inversão absoluta de valores e não compactuamos com isso."Pont afirmou que Ubirajara Macalão assumiu o cargo de diretor por indicação de um partido, o PTB. Ninguém da legenda foi encontrado ontem. "Não se pode aceitar que um réu confesso tente escapar desse jeito de sua responsabilidade", reiterou Pont. "Se ele foi pressionado por algum deputado tinha a obrigação de ter denunciado isso à presidência e às bancadas."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.