Política externa ‘ensaiou’ mudança’, diz documento

Texto classifica como 'momento triste' o fato de Dilma não ter recebido a Prêmio Nobel iraniana

João Domingos, de O Estado de S.Paulo

01 de julho de 2011 | 23h00

BRASÍLIA - O documento divulgado na sexta-feira, 1º, no site do ex-governador José Serra, presidente do Conselho Político do PSDB, avalia que o governo Dilma Rousseff apenas "ensaiou" uma mudança de postura na política externa do País.

 

Segundo o texto, depois de tentar empurrar o Brasil para uma aliança estratégica com o Irã, "cujo governo ditatorial prega um segundo holocausto contra os judeus", o PT sentiu a rejeição da opinião pública. "Mas a coisa ficou só no plano das declarações. Na prática, o governo do PT apoia o regime da Síria no massacre contra os movimentos a favor da democracia naquele país", argumenta o documento.

 

O texto classifica como "momento triste" o fato de Dilma não ter recebido a iraniana Shirin Ebadi. "A presidente deu as costas à Prêmio Nobel da Paz iraniana Shirin Ebadi, para não melindrar o aliado Mahmoud Ahmadinejad (presidente do Irã)."

 

Citando o asilo dado ao italiano Cesare Battisti pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o texto diz que o Brasil foi submetido a um momento de vergonha. "O governo do PT decidiu afrontar a democrática Itália e dar proteção a um assassino comum, só por ele ter amigos no PT."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.