Política do Brasil para pobreza é exemplo, diz FMI

O diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Rodrigo de Rato, disse nesta sexta-feira que as políticas brasileiras de luta contra a pobreza são um "exemplo" para a América Latina. "É um bom exemplo na América Latina, embora não o único, de mudanças para melhor na maneira como se realizam gastos sociais. O Brasil deu passos importantes em tornar mais eficiente seu gasto social, e a redução da pobreza nos últimos anos tem avançado", disse De Rato.Rodrigo de Rato alertou, no entanto, que "há desafios para manter um alto nível de superávit primário e responder às necessidades sociais e de infra-estrutura"."Um dos maiores desafios da política orçamentária do Brasil é a rigidez. Acreditamos que o Brasil precisa de normas orçamentárias mais flexíveis. Esse é um elemento-chave para a modernização do marco orçamentário no Brasil", disse o diretor-gerente do FMI.O vice-diretor do FMI, John Lipsky, acrescentou: "o contexto (para as mudanças) será positivo e benigno".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.