Política antidrogas diferencia traficante e usuário

O presidente Fernando Henrique Cardoso lançou hoje, no Colégio Militar de Brasília, a nova Política Nacional Antidrogas, que prevê um tratamento diferenciado entre o usuário e o traficante. O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Alberto Cardoso, a quem está subordinada a Secretaria Nacional Antidrogas, disse que tem esperanças de que o projeto que está no Congresso com a nova Lei Antidrogas, que também dá esse tratamento diferenciado e tipifica os crimes, seja votado no Congresso no início do próximo ano.Em seu discurso, o presidente disse que a discussão em torno do combate a droga não depende de uma decisão de governo, mesmo que aprovada pelo Congresso, mas sim do apoio da sociedade. "É fácil dizer que a responsabilidade é do delegado, do professor ou até do presidente da República, mas ela é de todos", afirmou o presidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.