Policiais rodoviários protestam no PR e RS

Cerca de cem policiais rodoviários federais do Paraná aderiram nesta quarta-feira à operação padrão que a categoria realiza no País para reajuste salarial e reposição de perdas com a inflação. Um dos pontos escolhidos para a manifestação foi o posto do quilômetro 95 do Contorno Leste, que liga as rodovias BR-277 e BR-376. A ação provocou filas de 15 quilômetros nos dois lados da pista, na região metropolitana de Curitiba.

JULIO CESAR LIMA E TÁSSIA KASTNER, Agência Estado

08 de agosto de 2012 | 17h17

Também houve operação padrão no interior paranaense, no quilômetro 157 da BR-369, na região de Londrina; no quilômetro 714 da BR-277, em Santa Terezinha do Itaipu; e na região de Foz do Iguaçu, próxima à fronteira com o Paraguai.

O movimento da chamada Operação Colina começou às 8h30. Os veículos que passavam pelos postos foram parados para conferência de documentos dos motoristas e dos automóveis. No caso dos caminhões, as notas fiscais das mercadorias eram averiguadas. Cada vistoria levava de cinco a dez minutos, o que provocou as enormes filas.

No fim da tarde, as pistas foram liberadas. Segundo o Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Paraná, a categoria vai esperar o resultado de uma assembleia nesta noite, antes de decidir pelos rumos do movimento.

Rio Grande do Sul

Os protestos dos policiais rodoviários federais interromperam o trânsito na ponte sobre o lago Guaíba, na BR-290, em Porto Alegre, por uma hora, nesta quarta-feira. O Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do Rio Grande do Sul pede mais investimentos, reabertura de postos fechados e novas contratações.

A previsão inicial era de cinco pontos de protesto, mas apenas Montenegro, na região metropolitana de Porto Alegre, registrou manifestações, com bloqueio de meia hora na BR-386, uma das mais importantes rodovias do Estado para escoamento de produção. Na segunda-feira, o sindicato faz assembleia para decidir sobre a greve, o que pode levar a novos bloqueios nas estradas.

Tudo o que sabemos sobre:
ProtestoservidoresPRF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.