Policiais que quebraram sigilios foram remanejados, diz Secretaria

Remanejamento aconteceu durante as investigações da Corregedoria da Polícia Civil

Julia Baptista, do estadão.com.br,

15 de setembro de 2010 | 13h06

SÃO PAULO - A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) confirmou que os policiais que quebraram ilegalmente o sigilo das fichas criminais de mais de 400 mil pessoas de 2000 a 2009 a pedido da Petrobrás foram remanejados para outros cargos.

 

Veja também:

https://politica.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifPolícia quebrou sigilo ilegalmente de mais de 400 mil a pedido da Petrobrás

https://politica.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifEstatal afirma que procedimento é legal

 

O remanejamento aconteceu durante as investigações da Corregedoria da Polícia Civil, que conclui inquérito policial, apontando delegados e funcionários da Divisão de Capturas como responsáveis pela violação do sigilo funcional, crime punido com até seis anos de prisão. A SSP, no entanto, não informou quantos e para onde foram transferidos os policiais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.