Policiais em greve param trânsito em Maceió e irritam motoristas

Os policiais civis de Alagoas, em greve há 25 dias, interditaram hoje uma das principais avenidas do centro de Maceió, provocando um grande congestionamento. A manfestação, que reuniu cerca de 200 policias, irritou os motoristas, que foram obrigados a mudar de trajeto devido a uma barraca armada no meio da rua em frente da sede da Prefeitura de Maceió, na Praça dos Martírios, onde fica também o Palácio Floriano Peixoto - sede do governo do Estado.Durante a manifestação, os policiais portavam faca-peixiera e facões, em protesto contra a retiradas das armas e dos coletes por parte da Secretaria Estadual de Defesa Social. Segundo o secretário Robervaldo Davino, quem não estiver trabalhando, está proibido de portar arma de fogo e colete do Estado. Para ele, a greve não atinge mais de 10% dos 2.100 policiais civis. Os policiais disseram que as delegaciais da Capital estão paradas e a do interior com o funcionamento prejudicado. Eles reivindicam um reajuste salarial de 75%, referente às perdas dos últimso dois anos, mas o governo não apresentou nenhuma contra proposta. O governador Ronaldo Lessa (PSB), anunciou que na quarta-feira, pela manhã, estará recebendo as lideranças de várias categorias de servidores, incluindo os policiais civis, para discutir a questão salarial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.