Policiais acham documentos e R$ 1,9 mil

Policiais militares que vasculharam o local do acidente com o jato Cessna, no qual estavam o ex-governador Eduardo Campos e outras seis vítimas, encontraram cartões bancários, de assistência médica e de visita, passaporte brasileiro e português do copiloto Marcos Martins, documento de identificação de três das vítimas, pen drives, um laptop e uma pasta com R$ 1.901, em notas em R$ 100.

O Estado de S.Paulo

16 de agosto de 2014 | 02h00

A informação consta no boletim de ocorrência registrado no 7.º Distrito Policial de Santos, no litoral. Campos e as outras seis pessoas morreram no acidente. "Alguns objetos pessoais, mais notadamente documentos de identificação de três das vítimas, no caso Marcos, Alexandre e Marcelo, foram apreendidos em auto próprio apresentados por integrantes da Polícia Militar. Igualmente retida a quantia de R$ 1.901,00 no interior de uma pasta destruída", informa o boletim. O documento não associa a pasta a nenhum dos ocupantes mortos na tragédia. O boletim, número 2816/2014, foi registrado às 18h29 do dia 13. O acidente havia ocorrido às 10h.

O boletim de ocorrência é apenas o primeiro registro policial de uma ocorrência. Nesse caso, foi registrado como "homicídio culposo (quando não há intenção)". O prosseguimento dele foi a instauração de um inquérito para apurar o caso, que é acompanhado pelo Ministério Público Estadual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.