Polícia vai intimar Diniz sobre acidente

O empresário João Paulo Diniz será intimado a prestar depoimento no inquérito que investiga o acidente ocorrido na sexta-feira, na praia de Maresias, em São Sebastião, no litoral norte de São Paulo. Ele deverá esclarecer os fatos da queda do helicóptero, onde também estava sua namorada, a modelo Fernanda Vogel.Além de Diniz também serão convocados o co-piloto Luís Cintra e familiares de Fernanda, que continua desaparecida. A polícia também pretende ouvir outras pessoas envolvidas no socorro às vítimas, como bombeiros e integrantes da Defesa Civil de São Sebastião.A data dos depoimentos não foi definida pelo delegado do 1º Distrito de São Sebastião, Odair Bruzos, que preside o inquérito. Diniz pode ser ouvido em São Sebastião ou em São Paulo, onde mora a família proprietária do Grupo Pão de Açúcar. De acordo com o delegado, ainda é prematuro fazer avaliação sobre o acidente. A polícia irá investigar todos os episódios da queda, inclusive o salvamento do empresário e do co-piloto.O delegado, que já esta formalizando as intimações, irá requisitar os laudos do Departamento de Aviação Civil e do Instituto Médico Legal de São Sebastião, para onde foi levado o corpo do piloto Ronaldo Ribeiro, encontrado morto ontem. O inquérito deve ser concluído em 30 dias.Até às 16 horas de hoje, Fernando ainda não havia sido localizada A Defesa Civil intensificou a procura nas matas próximas a praia de Maresias. "Ela pode ter conseguido chegar até a encosta e estar em alguma mata perto da praia", disse o chefe da Defesa Civil, Luís Figueiredo. O empresário João Paulo Diniz foi novamente à Maresias acompanhar as buscas de resgate da namorada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.