Polícia retira 100 famílias do MST de estrada vicinal

A Companhia de Choque da Polícia Militar de Sergipe retirou nesta quinta-feira de uma estrada vicinal no bairro Botequim, em Estância, a 98 quilômetros de Aracaju, 100 famílias do acampamento Luiz Carlos Bispo, do Movimento Sem-Terra (MST). Eles estavam há dois meses nesse local, que fica em frente a Fazenda Berta Grande, reivindicada pelo MST há quatro anos. A retirada começou por volta das 9 horas da manhã, sob uma chuva forte, e os militares usaram tratores para derrubar os 100 barracos existentes. O despejo foi em cumprimento de uma liminar concedida pelo juiz da comarca de Estância, Valter Ribeiro Silva. O dirigente estadual do MST, João Batista Silva, lamentou a decisão da Justiça, explicando que o acampamento não era no interior da propriedade, mas em frente. O pedido foi feito pelos proprietários da Fazenda Berta Grande, Luiz José Azevedo Pereira de Melo e Berenice Andrade de Melo, sob alegação de que a movimento "perturbava a ordem". Há quatro anos que o MST tenta ocupar a fazenda, pois considera as terras improdutivas, mas até agora não houve nenhuma solução. "O processo está em Brasília, mas nada é resolvido", disse o dirigente.Junto com as 100 famílias, João Batista ainda vai decidir onde montar um novo acampamento. Em Sergipe, existem 143 acampamentos, com 12.700 famílias, e 109 assentamentos com 7.673 famílias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.