Polícia prende quatro sem-terra na Fazenda Taquaril

A Polícia Militar de Minas Gerais prendeu ontem quatro integrantes do Movimento dos Sem-Terra (MST), acusados de posse ilegal de armas e resistência à ordem policial. As prisõesocorreram durante o cumprimento de um mandado de reintegração dos bens móveis da Fazenda Taquaril, no município de Indaiabira, a 740 quilômetros de Belo Horizonte, no norte do Estado.A propriedade pertencente à empresa reflorestadora Italmagnésio e foi invadida no dia25 de junho por cerca de 200 famílias ligadas ao MST, com apoio da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e de sindicatos de trabalhadores rurais do norte de Minas. Segundo o tenente-coronel Carlos Roberto Nogueira Reis, comandante do 10º Batalhão da PM de Montes Claros, na ação de reintegração ? que durou aproximadamente três horas ?, os policiais apreenderam também uma carabina, porretes, munição e quatro coquetéis molotov.Um dos sem-terra detidos estava de porte da carabina 38 e com outro foi encontrado um coldre de revólver e 10 balas. A PM suspeita que eleestivesse armado e teria escondido o revólver, que não foi encontrado. Outros dois integrantes do MST foram presos porque tentaram agredir ospoliciais com porretes. De acordo com o comandante, eles foram levados para a delegacia de Polícia Civil de Taiobeiras, cidade próxima. Osnomes dos sem-terra presos não foram fornecidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.