Polícia prende quatro em assentamento do MST no Sul

A Brigada Militar prendeu quatro moradores do assentamento Conquista do Cerro da Liberdade, do MST em Santana do Livramento, na fronteira com o Uruguai, por porte ilegal de armas, nesta segunda-feira.A denúncia foi feita por assentados que se sentiam atemorizados pelo uso freqüente de espingardas por alguns vizinhos. Até uma criança de nove anos teria sido ameaçada por um homem de arma em punho. Na operação de busca e apreensão, autorizada pela juíza Tânia da Rosa, dois oficiais de Justiça e 18 policiais fizeram uma varredura em todas as casas do assentamento.Paulo Rodrigues Barbosa foi capturado enquanto fugia para um milharal com um rifle e um revólver. Na casa de Márcio Ribeiro foi localizada uma espingarda escondida num fundo falso. Os irmãos Alceu e Clênio de Moura foram encontrados com rifles. Alceu também tinha cigarros e sementes de maconha. Os quatro foram presos e levados para a delegacia da Polícia Civil.Nos últimos dez anos, impulsionada pela formação de 32 assentamentos da reforma agrária, a população de Santana do Livramento cresceu de 87 mil para 93 mil pessoas. Segundo a imprensa local, os índices de violência têm sido altos dentro dos assentamentos. Dos 17 homicídios ocorridos no ano passado, oito aconteceram em áreas distribuídas para sem-terra. A maioria dos casos tem como motivações desavenças entre vizinhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.