Polícia investiga razão da morte de Toninho do PT

O delegado Seccional de Polícia de Campinas, Osmar Porceli, encarregado de comandar pessoalmente as investigações sobre o assassinato do prefeito Antônio da Costa Santos (PT), disse hoje que a polícia já abriu "um grande leque de investigações" que deverá levar à elucidação do crime nos próximos dias.Porceli garante que a polícia ainda não descartou nenhuma das hipóteses iniciais sobre as razões do crime. "Trabalhamos tanto com a hipótese de crime político como com a de tentativa de assalto ou vingança", afirmou ele.Todas as informações sobre as investigações realizadas nos últimos dois dias são mantidas em sigilo. "Estamos num momento de investigação minuciosa e tudo o que falarmos pode prejudicar o trabalho", disse ele. "Mas posso garantir que todos os recursos que forem necessários serão utilizados na elucidação do crime."De acordo com Porceli, o depoimento da testemunha que teria visto a motocicleta DT-180 disparando tiros contra o automóvel em que o prefeito se encontrava não ajudou muito nas investigações. "Na verdade, ele não viu a ação, como chegou a ser noticiado, mas apenas uma moto com duas pessoas circulando pelas imediações", disse ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.