Polícia investiga grampos em gabinete do novo prefeito de Teresina (PI)

Foram encontradas escutas em telefones e luminárias dentro do gabinete e na sala de reuniões

LUCIANO COELHO, Agência Estado

04 de janeiro de 2013 | 17h09

TERESINA - O delegado-geral da Polícia Civil do Estado do Piauí, James Guerra, informou nesta sexta-feira, 4, que realizou perícia no prédio da Prefeitura de Teresina e abrirá inquérito policial para apurar a responsabilidade pela instalação de grampos localizados no prédio e no gabinete do prefeito.

Segundo James Guerra, o inquérito terá um delegado designado para presidi-lo e seguirá em caráter sigiloso. O prefeito Firmino Filho (PSDB) determinou que as fechaduras da Prefeitura também sejam trocadas. Os grampos foram encontrados dentro do gabinete do prefeito, dentro da sala de reuniões e no gabinete do Secretário de Governo, em telefones e luminárias.

Firmino Filho determinou que fosse feita uma busca em todo o prédio para verificar se existem outros grampos. O prefeito informou que a fita adesiva que segurava o material era nova, o que denota que a escuta teria sido instalada há pouco tempo.

O secretário de governo, Luciano Nunes, confirmou que foram encontrados três grampos no Palácio da Cidade, sede da Prefeitura. São três microfones de ambiente capazes de transmitir áudio para aparelhos receptores instalados a até 600 metros de distância. Os aparelhos foram encontrados numa varredura de segurança realizada no primeiro dia de trabalho da nova administração.

O delegado informou que o Boletim de Ocorrência foi registrado por Nunes nesta sexta-feira pela manhã. "Vamos investigar tudo em todas as vertentes. O inquérito tem uma série de medidas, que serão reservadas. As providencias são de praxe. Já destacamos uma equipe para verificar o prédio. Temos um prazo de 30 dias, por lei, para concluir o inquérito, mas se for preciso pediremos prorrogação do prazo", acrescentou o delegado geral.

Os peritos da Polícia Civil, segundo James Guerra, fizeram varreduras no prédio da Prefeitura, e outros órgãos serão inspecionados pela equipe. Ele não quis adiantar se foram encontradas novas escutas.

"O fato causou estranheza e surpresa e por isso registramos um boletim de ocorrência para acionarmos a Polícia Civil", informou Nunes, dizendo ainda que o equipamento é novo e não está empoeirado.   Firmino Filho recebeu o governo da Prefeitura de Teresina de Elmano Ferrer, do PTB. A reportagem tentou contato telefônico com o ex-prefeito e com sua assessoria, mas não obteve êxito.

Tudo o que sabemos sobre:
prefeituraTeresina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.