Polícia Federal toma depoimento de caseiro nesta quinta

A Polícia Federal, que abriu inquérito sobre a abertura ilegal do sigilo bancário de Francenildo Santos Costa na Caixa Econômica Federal (CEF), marcou para esta quinta, às 10 horas, o depoimento oficial do caseiro.Ele esteve pela primeira vez na PF na quinta-feira, dia 16 de março, quando se inscreveu no Programa de Proteção a Testemunhas, depois de ter declarado ao Estado e à CPI dos Bingos, no Senado, que o ministro Antonio Palocci (Fazenda) esteve várias vezes na mansão de Brasília em que se reuniam suspeitos de prática de negócios ilícitos.De acordo com as denúncias divulgadas nos últimos dias, foi durante a conversa de Francenildo com o coordenador-geral de Defesa Institucional da PF, delegado Wilson Damásio, no dia 16, que alguém, supostamente um funcionário da Caixa Econômica Federal, entrou na conta bancária que ele mantém na CEF e tirou extratos que revelaram movimentações de cerca de R$ 38.000 e saldo de R$ 25.000. O caseiro disse que o dinheiro foi depositado pelo empresário do Piauí, Eurípides Soares, que ele afirma ser seu pai.Nesta quinta, Francenildo será ouvido no inquérito que apura o episódio da quebra do seu sigilo bancário. A Polícia Federal pediu à Justiça a quebra do sigilo bancário do caseiro para averiguar a origem dos recursos encontrados na conta dele. Pediu também autorização judicial para realizar buscas e apreensão na Caixa Econômica a fim de checar a autoria da violação do sigilo de Francenildo. A Justiça ainda não se pronunciou a respeito dos pedidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.