Polícia Federal suspende greve por três dias

Os agentes da Polícia Federal, em greve há 58 dias, decidiram suspender a paralisação por três dias, a partir de amanhã, para reiniciar as negociações de reajuste salarial com o governo. Na assembléia realizada hoje, apenas alguns Estados quiseram manter o movimento, mas a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) aceitou a proposta do presidente da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), que intermediou pedindo a suspensão da greve, uma exigência do Ministério da Justiça para poder voltar a discutir as reivindicações da categoria. A greve dos policiais federais começou no dia 9 de março, quando os agentes reivindicaram o pagamento de salários de nível superior. O governo alegou que o reajuste aumentaria a folha de pagamento da PF em R$ 650 milhões, e fez uma contraproposta de 17% e discutir outros benefícios, como a possibilidade de implantação de uma carreira única na categoria. A Fenapef não aceitou e manteve a paralisação. Diante disso, o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, decidiu só renegociar com a volta ao trabalho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.