Polícia de Porto Seguro investiga assassinato de três índios

Dois deles, Laércio Santos e Silvio Pereira, foram sequestrados dentro da aldeia Coroa Vermelha e mortos a tiros

Tiago Décimo, de O Estado de S. Paulo,

28 de setembro de 2009 | 17h12

A Delegacia de Porto Seguro investiga três assassinatos cometidos contra índios da aldeia pataxó de Coroa Vermelha, no município de Santa Cruz Cabrália, litoral sul baiano, na última semana. O crime mais recente ocorreu na madrugada de domingo, 27: os índios Laércio Viana dos Santos e Silvio Pereira foram sequestrados, dentro da aldeia, e mortos a tiros. Seus corpos foram encontrados seis horas depois, na vizinha Porto Seguro.

 

O terceiro crime investigado tem como vítima um índio de 15 anos. Ele havia sido registrado pela família como desaparecido, na terça-feira, 21. Seu corpo, que também apresenta marcas de tiros, estava no Instituto Médico-Legal desde o dia anterior. O reconhecimento foi realizado neste domingo, 27.

 

Os corpos dos três índios foram enterrados nesta segunda-feira, 28 - e os integrantes da aldeia prometem fazer mobilização para cobrar rapidez na identificação dos criminosos. A Coordenadoria de Polícia da região (que abrange nove municípios) investiga o caso, mas os policiais admitem ainda não ter suspeitos para os crimes. Em 4 de agosto, os pataxós interditaram a BR-367, causando congestionamento de mais de 10 quilômetros, em protesto contra a demora nas investigações de crimes contra indígenas. A manifestação causou o afastamento do delegado de Santa Cruz Cabrália, Ricardo Feitosa.

Tudo o que sabemos sobre:
Porto Seguroassassinatoíndios

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.