Polícia Civil investiga morte de extrativistas no Pará

A Polícia Civil do Pará investiga a morte do casal de extrativistas José Cláudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo da Silva. Eles foram mortos a tiros na manhã de ontem, na área do Projeto de Assentamento Agroextrativista Praialta-Piranheira, na comunidade de Maçaranduba 2, localizada a 45 quilômetros da sede do município de Nova Ipixuna, no sudeste do Estado.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

25 de maio de 2011 | 09h52

A corporação informou hoje que o Sistema de Segurança Pública do Pará (Segup) está mobilizado para capturar os assassinos do casal. Uma equipe de peritos do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, de Marabá, foi para o local do crime para apurar as circunstâncias dos assassinatos. O casal lutava contra a devastação florestal e a exploração ilegal de madeira no entorno da comunidade de Maçaranduba desde 2008.

Ontem também, a presidente Dilma Rousseff já havia determinado ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que acionasse de imediato a Polícia Federal (PF) para investigar a morte. O Ministério Público Federal enviou ofício para a Polícia Federal pedindo que acompanhe as investigações sobre o assassinato do castanheiro e de sua mulher.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.