Polícia apreende 261 quilos de cocaína em Minas

Agentes da Polícia Federal apreenderam na madrugada de quinta-feira em Iturama, no extremo do Triangulo Mineiro e a cerca de 900 quilômetros de Belo Horizonte, uma carga de 261 quilos de cocaína pura, que provavelmente seria negociada na região Sudeste ou remetida para o exterior. Foi a maior apreensão da droga em Minas nos últimos cinco anos. Segundo o chefe da Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes da PF em Minas, Cláudio Dornelas, a droga estava acondicionada em sacos plásticos, com a inscriação Santa Cruz (Bolívia), e era transportada em um Saveiro azul.Os dois ocupantes do veículo, Roberto Cirino dos Santos, de 35 anos, e Manoel de Jesus Santos, de 23 - que eram investigados há alguns dias -, foram presos e encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Iturama e devem ser transferidos para a sede da PF, em Uberaba. Dornelas informou que os dois homens devem fazer parte da grande quadrilha que constantemente estaria utilizando uma rota de tráfico conhecida da PF, pela qual cocaína e crack são transportados da Bolívia e da Colômbia para o Sudeste do País. Nos últimos seis meses, informou o policial, já foram apreendidos cerca de 400 quilos de cocaína, pura ou misturada, apenas em Iturama. "Em janeiro, descobrimos 150 quilos de crack em um avião, no mesmo local, e além da droga o aparelho também foi apreendido", disse. "Há dois anos, pegamos outros 150 quilos, só que de cocaína pura, como agora", acrescentou.A suspeita do delegado e de agentes da PF no Triângulo é que parte da droga seja levada para cidades de médio e grande porte de Minas, Rio, São Paulo e Espírito Santo e que o restante seja exportado. "Embora já tenhamos suspeitas de como isso acontece, não podemos adiantar nada para não atrapalhar as invesigações", ressaltou. Nos próximos dias, disse Dornelas, outras pessoas podem ser presas na região de Iturama.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.