Pneumonia faz empresas suspenderem rotas para China

Duas companhias aéreas sul-coreanas, a Korean Air Co. e a Asiana Airlines Inc., anunciaram a suspensão de algumas de suas rotas para a China devido ao declínio da demanda provocado pela Síndrome Respiratória Severa Aguda (SARS, na sigla em inglês). A Korean Air está suspendendo um total de 10 rotas para a China em abril e reduzirá também neste mês as rotas Icheon-Pequim e Incheon-Taipei, operando aviões menores nas rotas para Hong Kong e Tianjin. A Asiana suspenderá os serviços a quatro destinos na China a partir de segunda-feira até 28 de abril.A suspensão das rotas na China poderá resultar em um significativo declínio nos resultados das companhias aéreas este ano, que já vêm sendo afetadas pelo aumento nos custos de combutíveis devido aos preços mais elevados do petróleo, afirmam os analistas. De acordo com as companhias, a receita da Korean Air decorrente de rotas na China representa entre 5% a 6% de sua receita total de serviços aéreos, enquanto a receita da Asiana a partir de rotas na China soma 19%. William Han, porta-voz da Korean Air, disse que a última decisão reduzirá o número total de vôos em 3%. Em março, logo após o início da guerra no Iraque, a Korean Air reduziu seus serviços, cancelando quatro rotas, inclusive para o Oriente Médio, e cortando vôos para o sudeste da Ásia, China e EUA, citando a queda no número de passageiros.Veja o índice de notícias sobre a pneumonia atípica

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.