PMDB vai reunir cúpula para decidir sobre fechamento de questão em denúncia

Há possibilidade de discutirem na reunião a possível expulsão de Sergio Zveiter (PMDB-RJ) do partido; Zveiter apresentou parecer favorável à aceitação da denúncia contra Temer na CCJ

Daiene Cardoso, O Estado de S.Paulo

11 de julho de 2017 | 17h12

BRASÍLIA - A Executiva do PMDB se reunirá amanhã, 12, para discutir o fechamento de questão contra a denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) que acusa o presidente Michel Temer de crime de corrupção passiva. A reunião será às 9 horas, pouco antes do início da sessão de debates na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

O fechamento de questão é uma decisão partidária onde os parlamentares são obrigados a votar de acordo com a orientação da legenda. Caso desobedeçam a determinação, estão sujeitos a punições, entre elas a expulsão. 

Há a possibilidade de ser discutido na reunião a saída do relator Sergio Zveiter (PMDB-RJ) do partido. Para que o parlamentar seja expulso, é preciso abrir um processo interno no partido. Hoje na CCJ, colegas de bancada cobraram sua saída da legenda.

Mais cedo, Zveiter disse que não deixará o PMDB. Contrariado com as especulações sobre sua expulsão, Zveiter começou a mudar o discurso. "Se me expulsarem, antecipam a janela [para mudança de legenda], né?", respondeu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.