PMDB vai lançar Michel Temer para presidência da Câmara

Atualmente, cargo é ocupado por Arlindo Chinaglia, do PT; outros dois deputados do PMDB querem o posto

Andréia Sadi, do estadao.com.br

08 de outubro de 2008 | 14h38

O PMDB na Câmara dos Deputados vai lançar o nome de Michel Temer (SP) para disputar a presidência da Câmara, segundo informações da liderança do partido na Câmara. Ao estadao.com.br, a assessoria do deputado Henrique Alves disse que a reunião da bancada está prevista para às 15 horas desta quarta-feira, 8, e outros dois parlamentares também devem anunciar sua intenção de concorrer à vaga: Rita Camata (ES) e Osmar Serraglio (PR), avulso.   Atualmente, o cargo é ocupado pelo petista, também de São Paulo, Arlindo Chinaglia. Em 2006, um acordo assinado entre os partidos possibilitou a eleição de Chinaglia para a Câmara, e, em troca, o PT devolveria o apoio recebido em 2009.   No Senado     O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, admitiu na segunda-feira  ter sido sondado por lideranças de seu partido, o PMDB, para disputar em fevereiro a presidência do Senado. Lobão é senador eleito pelo PMDB do Maranhão. "Alguns líderes chegaram a fazer uma manifestação nessa direção", afirmou. Contudo, ele disse que, se depender dele, prefere continuar no ministério. "Acho que estamos realizando um trabalho aqui. Prefiro ficar. Mas o que o partido decidir, eu cumprirei."

Tudo o que sabemos sobre:
CâmaraMichel Temer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.