PMDB vai esperar o tempo necessário por ministério, diz Renan

O líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros, disse hoje, ao sair da reunião do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio da Alvorada, que o partido vai esperar o tempo que for necessário para ocupar cargos no primeiro escalão do governo. Segundo ele, a cúpula do PMDB comunicou a Lula o apoio do partido ao governo, confirmado na última reunião da Executiva Nacional. "Esse apoio interessa a todas as partes. Ao governo, ao partido e ao País. O PMDB quer dividir responsabilidades", afirmou. Renan disse que os integrantes do partido que se opõem ao governo deverão reavaliar suas posições. "O PMDB é um partido democrático, mas precisa exercer a democracia e quem decide é a maioria", disse. O líder do governo na Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), que também participou da reunião, relatou que o presidente Lula ressaltou a importância do PMDB para a base governista e defendeu a construção de um conselho político reunindo presidentes e líderes de partidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.