PMDB tem a 'honra' de estar ao lado de Dilma, diz Temer

O vice-presidente da República e presidente licenciado do PMDB, Michel Temer, afirmou há pouco que seu partido "tem a honra de estar" no atual governo e de pertencer à aliança pela reeleição da presidente Dilma Rousseff. "Foi um governo que deu certo", declarou Temer, em seu discurso na convenção nacional do PT que sacramentou o nome de Dilma como candidata do PT a reeleição.

RICARDO DELLA COLETTA E RICARDO BRITO, Agência Estado

21 Junho 2014 | 12h44

Temer disse ainda que a ampla coligação em torno do nome de Dilma garantirá a candidatura um grande tempo de rádio e televisão, mas emendou: "Por mais tempo que tenhamos, será pouco para dizer tudo o que Dilma fez pelo País".

Por último, Temer - indicado para concorrer novamente a vice ao lado de Dilma - disse que os governos petistas trabalharam por todas as pessoas do País, e não apenas pelos mais pobres. "Vamos parar com essa besteira de dizer que o governo trabalhava apenas para um setor", disse, argumentando que além das 40 milhões de pessoas que chegaram à classe média, as administrações Lula e Dilma também permitiram o crescimento das classes A e B.

Mais conteúdo sobre:
Eleições Convenção PT Temer

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.